quarta-feira, 4 de julho de 2012

Desencana...

                                          Desencana...




  Eu costumava me preocupar muito com tudo. De perder o sono e tudo. Me preocupava até com as menores coisas. Estava sempre tentando resolver algum problema, mesmo que mentalmente apenas. E, quer saber? É uó isso. Estar o tempo todo preocupada, sabe?! Não vou dizer que não sou mais assim. Sou, assumo. Mas bem menos. Ainda fico remoendo algumas coisinhas na minha cabeça antes de dormir e tal. A verdade é que não tem como evitar.
  Mas aí, num belo dia, resolvi que iria mudar essa situação. De ficar me matando, remoendo todo e qualquer problema que surgisse. Ok, ainda faço isso às vezes. Mas a questão é: você simplesmente não consegue resolver tudo, e pronto. Essa é a vida.
  Porque, por mais que a gente queira encontrar soluções para um milhão de problemas que surgem na nossa vida, ficar martelando e remoendo não vai adiantar. Pensar é muito bom. Aliás, acho que todo mundo devia fazer isso às vezes. Mas perder horas do seu dia, e gastar toda a sua cota de preocupação com todo e qualquer problema que apareça não vai ajudar muito.
  Vale lembrar também que não nos cabe resolver certas coisas. O negócio é se conformar, e pronto. É claro que, algumas coisas realmente tiram o nosso sono. Doenças, problemas financeiros, desentendimentos sérios, decisões a serem tomadas. Obviamente vamos nos preocupar com essas coisas, e, ocasionalmente, perder algumas noites de sono, é absolutamente normal. Mas às vezes algumas coisas acontecem na nossa vida que simplesmente não nos cabe resolver. E ficar “mastigando” essas coisas não vai ajudar. Em alguns casos, pode até nos desanimar, cansar.
  E quando a gente fica com um desaforo na cabeça? Daqueles que não se resolve, só serve pra nos deixar com raiva. Esses são os que a gente mais gosta de discutir no telefone com as amigas de madrugada. E, quer saber? Não vale a pena. Porque, se você analisar bem, não faz o menor sentido ficar se matando por cada besteira que a gente é obrigado a ouvir por aí. São preciosas horas e preciosos neurônios, ambos gastos por algo que não vai ajudar, e só vai te confundir e te irritar ainda mais.
  Então vamos lá: feche os olhos, respire fundo, conte até dez e...
DESENCANA! Você não é capaz de resolver todos os problemas que aparecem, aceite isso. E ficar com raiva de alguém por causa de um desentendimento qualquer, e gastar seu cérebro por odiá-la mais e mais, não vai te fazer nenhum bem. Muito pelo contrário, pois quanto mais você pensa nessas coisas, mais elas te atormentam, e mais difícil vai ficando tirá-las da cabeça.
  E tem coisa melhor do que se livrar de uma preocupação? Ainda mais de uma preocupação banal? De uma raiva gratuita? Não, não tem! Gastamos tanto tempo “encanados” com algumas coisas que acabamos nos esquecendo das outras milhares de coisas boas, planos, expectativas, novas ideias, novos sonhos.
  Então é isso aí. Vamos tirar o peso desnecessário das costas. Ficar mais leves. A vida não é fácil, e todos temos muito com que nos preocupar. Mas nem tudo tem solução, e nem tudo pode sair como planejamos. Vamos enfrentar turbulências, vamos nos decepcionar, e até nos magoar. Mas gastar tempo pensando e remoendo todas essas situações não alivia a situação. Sabe o que mais nos alivia? Desencanar.

                 *MaRi Rezk*

3 comentários:

  1. É bem por aí mesmo... se não a gente fica louca...

    Lindo texto!!

    Bjos!!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom conselho!!! Parabéns!
    Bj!!
    Mônica Caldas

    ResponderExcluir